Banca de DEFESA: MICHELE DA SILVA FERREIRA BANDEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MICHELE DA SILVA FERREIRA BANDEIRA
DATA : 17/04/2019
HORA: 14:00
LOCAL: Sala Taperapuan 2 - https://mconf.rnp.br/webconf/csc-2
TÍTULO:

Análise polínica de méis da Costa do Descobrimento, Bahia, Brasil


PALAVRAS-CHAVES:

Palinologia; Mel; Apis mellifera; Mata Atlântica.


PÁGINAS: 83
RESUMO:

Tendo em vista o pouco conhecimento sobre a flora apícola da Costa do Descobrimento do estado da Bahia, nesta pesquisa objetivamos realizar a análise polínica de amostras de méis produzidos na região, utilizando a melissopalinologia como ferramenta para identificar a flora usada pelas abelhas. A dissertação está organizada dois em capítulos: 1) Melissopalynological characterization of honey from the Discovery Coast, Bahia, Brazil, e 2) Méis de aroeira, eucalipto e velame: a palinologia confirma tais floradas predominantes indicadas pelos apicultores? Ao todo, obtivemos 21 amostras de méis de Apis mellifera L., no período de novembro/2017 a agosto/2018, diretamente com os apicultores. Todas as amostras de méis foram acetolisadas e as lâminas foram depositadas na palinoFLORAS/UFSB. Determinamos os tipos polínicos presentes nos méis por comparação com as descrições obtidas em literatura especializada e, posteriormente, contamos ao menos 500 grãos pólen por amostra, determinando as classes de frequência: pólen dominante, acessório, isolado importante e isolado ocasional. Determinamos a afinidade botânica de 44 tipos polínicos, distribuídos em 34 gêneros e 22 famílias. Registramos quatro tipos polínicos dominantes: Brosimum, Cecropia, Eucalyptus sp.1 e Mimosa pudica. Em relação à análise de componentes principais, evidenciamos que a formação dos grupos deu-se pela presença dos tipos polínicos Mimosa pudica (Mp), 2- Eucalyptus sp.1 (Euc sp1) e 3 - Cecropia (Cec). Na análise palinológica de méis com indicação deflorada predominante, registramos os tipos polínicos predominantes: Eucalyptus, Myrcia e Vernonia. Duas amostras cuja indicação de florada predominante eram velame (Croton spp., Euphorbiaceae) e aroeira (Schinus terebinthifolius Raddi, Anacardiaceae) não apresentaram tipos polínicos afins a tais espécies botânicas. Das cinco amostras indicadas como sendo de florada predominante de eucalipto (Eucalyptus spp., Myrtaceae), uma não teve florada predominante indicada pela palinologia e outra apresentou o tipo polínico Eucalyptus sp. como pólen dominante; as demais apresentaram-no como pólen acessório. Apesar de algumas amostras de méis indicadas como sendo de floradas predominantes não refletirem corretamente tais origens botânicas, em 57% do material analisado, tipos polínicos afins àquelas espécies indicadas como predominantes figuraram no espectro polínico dos méis da Costa do Descobrimento.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1782304 - JAILSON SANTOS DE NOVAIS
Interno - 1553832 - JORGE ANTONIO SILVA COSTA
Externo ao Programa - 1007082 - OLIVIA MARIA PEREIRA DUARTE
Externo à Instituição - PAULINO PEREIRA OLIVEIRA - UEFS
Notícia cadastrada em: 11/04/2019 10:27
SIGAA | Pró-Reitoria de Tecnologia de Informação e Comunicação -   | Copyright © 2006-2020 - UFSB - e33c4dc5c916.inst1