Banca de QUALIFICAÇÃO: KARINY DE OLIVEIRA PAIVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : KARINY DE OLIVEIRA PAIVA
DATA : 28/08/2019
HORA: 10:00
LOCAL: Campus Sosígenes Costa - Sala Mata Medonha - Link: https://mconf.rnp.br/webconf/csc-3
TÍTULO:

Caracterização Etnobotânicada comunidade pesqueira de Caravelas, APA Ponta da Baleia/Abrolhos


PALAVRAS-CHAVES:

Mata Atlântica, Conhecimento Tradicional, Pescadores


PÁGINAS: 75
RESUMO:

Os processos de ocupação da floresta atlântica implicaram em grande perda da biodiversidade, no qual contribuíram para que a mata original fosse significativamente fragmentada. Pouco se conhece sobre a biodiversidade da região Extremo Sul da Bahia e quase não há dados sobre o uso sustentável dos recursos naturais, como naárea de Caravelas naUnidade de Conservação APA/Ponta da Baleia/Abrolhos. As comunidades que ali vivem possuem peculiaridades, costumes e detem grande conhecimento acerca do espaço onde vivem e são eles os principais atores a descrever, em detalhes, a complexidade do espaço. Desta forma, oobjetivo deste trabalho é realizar o levantamento das plantas utilizadas por pescadores e marisqueirasdesta área, no intuito de entender como e por que essas pessoas selecionam as plantas para uso e quais as implicações desta utilização no seu sustento e para a conservação da biodiversidade local. Para isto estão sendorealizadas entrevistas semi estruturadas, de acordo com a técnica Bola de Neve, nas comunidades da sede do município, bem como em Ponta de Areia e Barra de Caravelas. As espécies citadas serão coletadas, com o auxílioda turnê guiada,em seguida serão prensadas,identificadase depositadasno herbário Prof. Geraldo C. P. Costa daUFSB. Asanálisesdos dados qualitativos e quantitativosestão sendo realizadase já apresentam resultados significativos. A qualitativa buscouentender a relação homem/planta e se há agregação aos valores culturais, já as avaliações quantitativas interpretaram os dados através do cálculode valor de usos das espécies.Até o presente momento foram realizadas 27 entrevistas e registradas, por meio dos relatos,110 espéciese apontadas onze categorias de uso, sendo a mais citada a categoria de uso medicinal. Foipossível verificarque os entrevistados do gênero feminino citaram maior número de espécies vegetais de porte herbáceo e os do gênero masculino espécies de porte lenhoso. De acordo com os relatos, os pescadoresselecionam as espécies partindo de um conhecimento antigo, já passado de geração em geração, bem como tem costume de realizar experimentações totalmente empíricas baseadana fala de um ou outro comunitárioe do que aprenderamcom familiares.Estes possuem amplo conhecimentono que se refere ao uso de espécies vegetais, sendo este um conhecimento repassado através das gerações.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1802621 - CRISTIANA BARROS NASCIMENTO COSTA
Presidente - 3072612 - ELFANY REIS DO NASCIMENTO LOPES
Externo ao Programa - 1149467 - TAINA SORAIA MULLER
Notícia cadastrada em: 19/08/2019 13:44
SIGAA | Pró-Reitoria de Tecnologia de Informação e Comunicação -   | Copyright © 2006-2020 - UFSB - e33c4dc5c916.inst1