Banca de QUALIFICAÇÃO: EMILLY DA SILVA FARIAS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : EMILLY DA SILVA FARIAS
DATA : 24/09/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Campus Paulo Freire - via webconf
TÍTULO:

MUDANÇAS NO USO DO SOLO E COMPORTAMENTO HIDROLÓGICO DAS BACIAS DOS RIOS PERUÍPE, ITANHÉM E JUCURUÇU, BA


PALAVRAS-CHAVES:

Desmatamento; Disponibilidade Hídrica; Geoprocessamento; Mata Atlântica


PÁGINAS: 60
RESUMO:

As atividades de uso da terra, mesmo que em pequenas proporções tem capacidade de causar interferências no comportamento hidrológico de bacias hidrográficas. Em virtude de os processos de substituição da vegetação nativa por atividades antrópicas estarem ocorrendo em escalas cada vez maiores, torna-se necessário que sejam analisados e compreendidos seus efeitos e consequências na disponibilidade hídrica das bacias. Diante disso, esse trabalho buscou analisar a influência que as mudanças do uso e ocupação do solo exercem sobre o comportamento hidrológico das bacias hidrográficas dos rios Peruípe, Itanhém e Jucuruçu, localizadas no território de identidade do Extremo Sul da Bahia. Para tanto, utilizou-se dados das séries históricas das estações fluviométricas pertencentes as áreas de drenagem das bacias hidrográficas estudadas, importadas do portal HidroWeb da Agência Nacional de Águas. A partir destas, obteve-se as variáveis hidrológicas anuais: vazão máxima, vazão média e mínima. Os dados relativos ao tamanho da área, extensão e delimitação das classes foram cedidos pelo Fórum Florestal do Extremo Sul da Bahia. A análise dos dados foi realizada a partir da comparação dos mapas de uso e ocupação do solo e das áreas ocupadas pelas 18 classes analisadas, verificando-se assim, as mudanças ocorridas em cada período. Posteriormente, fez-se a associação dos dados através de análise quantitativa executada no software SAS University Edition, onde foram obtidas as correlações simples entre as variáveis. As estações fluviométricas pertencentes as bacias hidrográficas estudadas, têm apresentado tendência de diminuição de suas vazões ao longo do tempo, principalmente as vazões mínimas. O fato das bacias serem ocupadas predominantemente por culturas antrópicas, em especial o eucalipto e a pecuária, está contribuindo de forma direta na diminuição dessas vazões, comprometendo a qualidade e quantidade de água disponível para uso. Portanto, torna-se necessário o equilíbrio dos objetivos econômicos com os prejuízos ambientais que tais culturas causam, de forma a garantir uma segurança na disponibilidade hídrica dessas bacias.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1563747 - MARCOS EDUARDO CORDEIRO BERNARDES
Interno - 1649867 - FABRICIO BERTON ZANCHI
Externo à Instituição - DANILO PAULUCIO DA SILVA - UESB
Notícia cadastrada em: 10/08/2020 19:47
SIGAA | Pró-Reitoria de Tecnologia de Informação e Comunicação -   | Copyright © 2006-2020 - UFSB - 9b93845ea577.inst1