Banca de QUALIFICAÇÃO: MICHELE DA SILVA FERREIRA BANDEIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MICHELE DA SILVA FERREIRA BANDEIRA
DATA : 30/11/2018
HORA: 14:30
LOCAL: Campus Sosígenes Costa - Porto Seguro - Bahia
TÍTULO:

Análise polínica de méis da Costa do Descobrimento, Bahia, Brasil


PALAVRAS-CHAVES:

apicultura, Apis mellifera, mel, melissopalinologia


PÁGINAS: 60
RESUMO:

A produção de mel está ligada à presença das flores, sendo
importante conhecer a flora da região na qual a atividade apícola é realizada. Neste sentido,
a presente pesquisa constitui-se em estudo palinológico dos méis produzidos na Costa do
Descobrimento, estado da Bahia. Tendo em vista o pouco conhecimento sobre a flora
apícola nesta região do estado, a pesquisa objetivou realizar análise polínica de amostras de
méis produzidos nos municípios de Belmonte, Itapebi, Eunápolis, Porto Seguro, Itabela e
Guaratinga, utilizando a melissopalinologia como ferramenta para identificar a flora usada
pelas abelhas. Para tanto, 21 amostras de méis de Apis mellifera L. já foram coletadas no
período entre novembro/2017 e agosto/2018, diretamente de apicultores. As análises
polínicas foram realizadas no Laboratório de Micromorfologia Vegetal da Universidade
Estadual de Feira de Santana. Todas as amostras de méis foram preparadas utilizando-se a 

técnica da acetólise (ERDTMAN, 1960). Em seguida, os tipos polínicos presentes nos méis
foram identificados por comparação com as descrições obtidas em literatura especializada, e
foi realizada a contagem consecutiva de 500 grãos de pólen/amostra, determinando-se as
classes de ocorrência, segundo Louveaux et al. (1978). Até o momento, foram identificados
31 tipos polínicos, distribuídos em 22 gêneros e 12 famílias botânicas. Porto Seguro
apresentou 26 tipos polínicos, nenhum como pólen dominante (>45%). Mimosa sensitiva
ocorreu como pólen dominante (79.6%) em Itabela, e Brosimum (69%) e Cecropia (46%),
em Belmonte. Os méis produzidos por Apis mellifera na Costa do Descobrimento possuem
presença de representantes das famílias Anacardiaceae, Asteraceae e Myrtaceae, fornecendo
potenciais recursos nectaríferos às abelhas, como espécies apícolas de interesse para a
região. A dissertação será dividida em dois artigos agrupados em capítulos que são: 1)
Caracterização melissopalinológica dos méis da Costa do Descobrimento, Bahia, Brasil –
dos quais os resultados preliminares aqui apresentados fazem parte, e 2) Análise polínica de
méis indicados como monoflorais em municípios da Costa do Descobrimento, Bahia, Brasil
– amostras ainda em análise.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1553832 - JORGE ANTONIO SILVA COSTA
Externo ao Programa - 1007082 - OLIVIA MARIA PEREIRA DUARTE
Externo à Instituição - PAULINO PEREIRA OLIVEIRA - UEFS
Notícia cadastrada em: 21/11/2018 14:57
SIGAA | Pró-Reitoria de Tecnologia de Informação e Comunicação -   | Copyright © 2006-2020 - UFSB - e33c4dc5c916.inst1